Políticas de Igualdade elogiadas por Rita Ferro Rodrigues

As fotos foram submetidas em 25 Out 2016 às 3:55

A jornalista Rita Ferro Rodrigues, da associação feminista “Capazes”, apelou às mulheres em Oliveira de Azeméis para que “não desistam de lutar” pela igualdade de direitos e oportunidades.

A feminista, que participou nas comemorações do Dia Municipal para a Igualdade, falava para uma plateia composta maioritariamente por alunos das escolas Soares Basto, Ferreira de Castro e Ferreira da Silva, a quem passou a mensagem de ser necessário o feminismo em Portugal.

A violência doméstica, que matou, em 2015, 40 mulheres, a disparidade de salários entre mulheres e homens, a inacessibilidade das mulheres às administrações das empresas e a violência entre namorados foram algumas razões apontadas por Rita Ferro Rodrigues para que as mulheres “se interroguem e façam qualquer coisa para se mudar a situação atual”.

“O feminismo, como luta pelos direitos e oportunidades para todos, tem de ser um caminho percorrido por todos”, disse a apresentadora de televisão, desmistificando a expressão.

A jornalista elogiou as políticas da autarquia nas questões da igualdade referindo que “Oliveira de Azeméis deveria ser uma referência para outras autarquias do país”.

A igualdade de género foi o mote para o visionamento do filme “As sufragistas” que relata a luta das mulheres britânicas pelo direito ao voto e serviu de base para algumas reflexões de jovens presentes no cine-teatro Caracas.

Na abertura do evento, o vereador Isidro Figueiredo mostrou-se confiante de que o encontro levará a uma maior consciência de todos para “a questão da igualdade de direitos e práticas justas e integradoras para ambos os sexos”.

O autarca disse que a autarquia, enquanto entidade pública, tem “grandes responsabilidades na promoção da igualdade para alcançarmos elevados níveis de equidade na nossa comunidade”.

A esse nível, Isidro Figueiredo destacou a existência, desde 2014, do Plano Municipal para a Igualdade e Responsabilidade Social do Município e acrescentou que as políticas concelhias foram recentemente reconhecidas a nível nacional através da atribuição do Prémio “Viver em Igualdade” pela Comissão para a Igualdade de Género.

Pela primeira vez as comemorações do Dia Municipal para a Igualdade tiveram a colaboração da Associação Feminista “Capazes”, uma entidade que conta já com 14 milhões de visualizações na sua plataforma tecnológica.

A ver fotos

(ler comentários dos utilizadores ou adicione um comentário)

« Foto Anterior Foto Seguinte »

Está a ver a imagem número 1 de um total de 1 imagens.